quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Dias e Dias e .....


Mais dias...


Percorremos os dias sem nos darmos conta, das semanas, dos meses, dos anos... A vida passa, e tu passas...


Se há coisa que a vida me ensinou foi a não deixar dias em branco, quantos de nós damo-nos conta que andamos a fazer copy & paste dos dias? A deixá-los passar quase como peças feitas em fábrica, iguais, chatos, sem qualquer tipo de apreciação…


Damos por nós em modo robô como se fosse uma defesa daquilo que de menos bom nos rodeia, muitos fartos do trabalho, das dividas, da doença, do azar, sentindo que a faca se inclina sobre a cabeça, e que cairá a qualquer momento, ou mesmo porque, presos ao futuro, ansiosos com algum acontecimento, andamos a olhar só para a frente sem vermos por onde andamos, ou quem anda fixado só no passado, que não olha para a frente ou por onde anda…


Ligar o piloto automático não funciona, não ficas melhor, não resolves problemas, e só te afunda num buraco que te mata o ser por dentro, anula a tua essência, atormenta-te os sonhos e sufoca o coração.


Nada como contrariar, pensa bem, podes resolver nesse momento? Não!? Então esquece e aproveita-o (momento), a vida é feita de momentos, e mesmo na pior tempestade o sol pode espreitar, tens só de lhe dar a oportunidade de aparecer, é só levantares a mão, afastares as nuvens, arregaçar as mangas, levantar a alma, olhar para a vida e pensar: "Vamos a isso!".


Agarra-te a tua fé, aos teus credos, agarra-te ao que de melhor há na vida, aprende a aproveitá-la, não só nos grandes momentos, mas também nos pequenos, sabes que estás a ir bem, quando catalogares pequenos fragmentos nos grandes momentos. Atreve-te! Experimenta! Que tens a perder?


Quando vais e vens do trabalho, não uses sempre o mesmo caminho, muda de paisagens, muda de transportes, evita correr para a frente e para traz, aproveita qualquer momento para descontrair, pára, bebe um café, bebe uma água, aprecia as pessoas que passam, os pássaros que cantam, o sol, as nuvens, a luz, o dia, a noite, sorri, diz olá, cumprimenta o motorista, ajuda alguém, se não trabalhas, procura-o (trabalho) com a alma leve, não arranjas mais cedo por estares mais carrancudo, mesmo que alguém dependa de ti…  Dinheiro não é desculpa para não aproveitar a vida, andar a pé em noites calmas é a borla, mimar os entes queridos é de graça, ir ao jardim, bosque, praia, não tens passe? Vai a pé, tens filhos? Leva-os. Riam-se, divirtam-se. Pobreza de espírito é a pior que existe, cultiva o teu interior e de caminho inspira o próximo. Não sabes quando vais dar o último suspiro… Mais vale aproveitar, pois será a tua vida e como a enfrentaste que te vai tirar o ultimo fôlego… és o oleiro da tua vida, sê gentil com as tuas mãos, afaga a peça com o teu coração, e não tenhas pressas, que a pressa é inimiga da perfeição, aprecia-a com o olhar da tua alma, que há cores que os olhos não captam. Sê um artista………………
"Make the favour of be happy" - Raul Solnado



Sem comentários:

Enviar um comentário