segunda-feira, 13 de outubro de 2014

O que o tempo me ensinou?

o que o tempo me ensinou?
ensinou que passa veloz
que o moinho se esperneou
e não pára ao som da minha voz
continua, imparável e atroz

leva e traz gente na sua canoa
de vida e morte
e não importa que a voz me doa
ele traz.... e vem buscar-te

No meio da minha estadia
experimentei de tudo
já foi noite, já foi dia
coração! já falou! já foi mudo!

É verdade que vais sair de cena
não importa espernear
mas tudo conta quando a alma não é pequena
há que saber aproveitar

agarra-te ao que podes saborear
e sê feliz sem ter medo
qual castelo para conquistar
aprenderás o segredo

A vida pode ter que passar
mas tu podes ser conquistador
e com o coração arrecadar
tesouros feitos de amor

Sim... somos feitos para amar
somos feitos para ser-mos amados
deita fora a carga que esta a pesar
e sente, como os campos serão reanimados

Não podemos diminuir a velocidade de passagem
mas podemos decidir a direcção
que nos permitirá acrescentar outra e outra carruagem
e quem sabe... mais uma estação...






Sem comentários:

Enviar um comentário